segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

O Senhor termina suas obras - Filipenses 1:6

Por estar vivendo uma fase de novidades, tenho orado para que o Senhor, meu Deus, me coloque onde eu deva estar, onde possa trabalhar em sua obra. Tenho pedido que Ele me dê algo para fazer pelo Reino, de modo que eu possa abençoar outras vidas.
Embora feliz profissionalmente, foi grande a angústia que senti por algum tempo, ao viver essa fase transitória, de incertezas, morando em uma cidade grande (São Paulo) e diferente de onde eu sempre vivi (Araçatuba) - temporariamente, em Nome de Jesus, pensando em planos como casa própria e no meu desenvolvimento espiritual em Cristo, que para mim é o mais importante.
Confesso que às vezes a ansiedade toma conta do meu ser, e acaba retardando o processo da fé.

Ao invés de apontar todas essas flechas para mim mesma, deveria tê-las apontado para cima, lançando toda a ansiedade em direção ao meu Deus.

O simples pensar no futuro delineado por meus próprios planos me gerou angústia. O fato de querer agilizar ou precipitar os eventos só me ensinou que ainda estou engatinhando na fé e que precisava voltar-me novamente para Jesus e dizer: “Pai, perdoa minha ansiedade, minha falta de fé. Lanço tudo em tuas mãos e creio no sucesso das tuas obras.”


"Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós." (1 Pe 5:7)


Essa fase de dúvida passou, renovei a medida da minha fé em Cristo Jesus segundo tudo o que Ele já realizou em minha vida, e as verdades que Ele sempre vem me mostrando através de seus sinais.

Certa noite, eu estava desconsolada, então chorei e coloquei-me na presença do Senhor. Disse que estava cansada de esperar o comando dele, e que precisava ouvir sua voz para me sentir segura.
Minha oração foi mais ou menos assim (o tom demasiado pessimista se deve à minha angústia):
“Pai, eu estou aqui, sei que fiz a escolha certa e que o Senhor me mandou a este lugar. Sei que o Senhor cuida da minha vida e tem propósitos para mim, mas eu preciso fazer mais, preciso mais da tua presença, mais dos teus milagres, mais do teu sobrenatural, e eu simplesmente não sei o que fazer, sendo que ainda não ouvi a tua ordem a respeito.
Já faz um ano, Senhor, e ainda não faço nada na tua grande obra, não tenho dons no Espírito, não sou boa de pregar e levar pessoas a Deus (embora saiba que é o Espírito Santo quem convence as pessoas), não ganhei almas para ti, pouco ajudei os necessitados, pouco fui ouvida, a minha voz é abafada pela incredulidade da grande Babilônia, Senhor. O que estou fazendo por ti?
Admiro tanto os seus profetas: Moisés, Elias, João Batista, procuro seguir seus exemplos, e procuro viver como o Senhor viveu, Pai, mas o povo fechou os olhos para não te ver, e tapou os ouvidos para não te ouvir. Nosso orgulho humano subiu a um nível nauseante, nossa miséria alcançou o degrau mais alto. Já era assim no teu tempo Senhor, ou tem piorado?
A frieza não dá lugar à tua mensagem. Achamos que não precisamos de ti, que somos evoluídos e autossuficientes. Estou cansada de falar às paredes, estou cansada da negrura e da violência desse mundo, da nossa miséria e falta de Deus, e não sei como posso ser útil a ti nesse cenário onde as potestades do inferno, com seus grandes poderes, passeiam e dominam.
Se o Senhor quer fazer de mim profeta, me faça antes da tua vinda, por favor. Não quero chegar de mãos vazias diante de ti, pois chegar com algo nas mãos é o mínimo que posso fazer pelo presente mais valioso que o Senhor me deu: a vida eterna.
Assim, como João Batista era o homem da profecia que abria os caminhos para ti no deserto, preparando o povo para sua primeira vinda, eu quero ser uma profeta da tua segunda vinda, quero preparar o coração desse povo para ti.


Mas como o farei, se o Senhor não guiar meus passos? Continuo aguardando a tua ordem. Por favor, Senhor, afasta essa minha angústia!"

Então, abrindo a Bíblia em prantos em uma página qualquer, li:


1. Consolem, consolem o meu povo, diz o Deus de vocês.
2. Encoragem a Jerusalém e anunciem que ela já cumpriu o trabalho que lhe foi imposto, pagou por sua iniqüidade, e recebeu da mão do Senhor em dobro por todos os seus pecados.
3. Uma voz clama: "No deserto preparem o caminho para o Senhor; façam no deserto um caminho reto para o nosso Deus.
4. Todos os vales serão levantados, todos os montes e colinas serão aplanados; os terrenos acidentados se tornarão planos; as escarpas, serão niveladas.
5. A glória do Senhor será revelada, e, juntos, todos a verão. Pois é o Senhor quem fala".
6. Uma voz ordena: "Clame". E eu pergunto: "O que clamarei? " "Que toda a humanidade é como a relva, e toda a sua glória como as flores do campo.
7. A relva murcha e cai a sua flor, quando o vento do Senhor sopra sobre eles; o povo não passa de relva.
8. A relva murcha, e as flores caem, mas a palavra de nosso Deus permanece para sempre. "
9. Você, que traz boas novas a Sião, suba num alto monte. Você, que traz boas novas a Jerusalém, erga a sua voz com fortes gritos, erga-a, não tenha medo; diga às cidades de Judá: "Aqui está o seu Deus! "
10. O Soberano Senhor vem com poder! Com seu braço forte ele governa. A sua recompensa com ele está, e seu galardão o acompanha.
11. Como pastor ele cuida de seu rebanho, com o braço ajunta os cordeiros e os carrega no colo; conduz com cuidado as ovelhas que amamentas suas crias.
Isaías 40


Consolada pela Palavra do Senhor, vi o que ele queria de mim, no momento, nos versos 9 e 10. Mandou que eu anunciasse a sua vinda à Sião, Jerusalém e Judá de minha época, ao mesmo povo que sempre viveu segundo a miséria de satanás (v. 2). Disse que eu consolasse o povo (v. 1). Do mesmo jeito como Ele me consola, ordenou que eu os consolasse, e falasse da eternidade de suas promessas (v. 8).
Então eu percebi que, se eu quiser ser usada pelo Senhor, não posso ser insegura ou ansiosa, mas tenho que ser como um farol que sinaliza a chegada do Mestre. E mais, tenho que refletir a luz e o consolo do nosso Mestre. E ao me defrontar com tamanha responsabilidade, toda minha angústia e preocupações comezinhas desapareceram.

Quinta-feira passada (22 de dezembro) fui pela primeira vez a uma célula, e qual foi minha surpresa ao ouvir o Senhor novamente falando a mim através de uma de suas servas em sua pregação:


"Aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao dia de Cristo Jesus." (Filipenses 1:6)



...



Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. (Hebreus 4:12)

sábado, 5 de novembro de 2011

Falsos profetas, falsos cristos

Quem são os falsos profetas?


Ao longo da história, eles estiveram sempre presentes. A cada dia surgem novos falsos profetas, que conseguirão afastar milhares de pessoas de Jesus.
Eles são hábeis em suas falácias, e costumam corromper as Escrituras para fundamentar suas mentiras. Porém, a Palavra de Deus é tão perfeita que ela, por si só, separa o joio do trigo. Não se mostra necessário discorrer sobre quem são os falsos profetas, e não estou aqui para julgar pessoas ou instituições. No entanto, é certo que eles estão em todo lugar, e que não estão a serviço do Senhor Jesus, mas do senhor das trevas. Que cada um, iluminado pelo Espírito Santo de Deus, que é o Espírito da verdade, leia o que diz a Bíblia e tire suas próprias conclusões.

1. Grandes prodígios

Observe o que Jesus disse acerca de si mesmo ao povo de Israel:


João 5
22. Além disso, o Pai a ninguém julga, mas confiou todo julgamento ao Filho,
23. para que todos honrem o Filho como honram o Pai. Aquele que não honra o Filho, também não honra o Pai que o enviou.
[...]
36. Eu tenho um testemunho maior que o de João (Batista); a própria obra que o Pai me deu para concluir, e que estou realizando, testemunha que o Pai me enviou.
37. E o Pai que me enviou, ele mesmo testemunhou a meu respeito. Vocês nunca ouviram a sua voz, nem viram a sua forma,
38. nem a sua palavra habita em vocês, pois não crêem naquele que ele enviou.
39. Vocês estudam cuidadosamente as Escrituras, porque pensam que nelas vocês têm a vida eterna. E são as Escrituras que testemunham a meu respeito;
40. contudo, vocês não querem vir a mim para terem vida.
41. "Eu não aceito glória dos homens,
42. mas conheço vocês. Sei que vocês não têm o amor de Deus.
43. Eu vim em nome de meu Pai, e vocês não me aceitaram; mas, se outro vier em seu próprio nome, vocês o aceitarão."

Neste trecho, Jesus afirma que seu testemunho é verdadeiro, e que o Pai o enviou. Ele é o Messias, o Salvador enviado pelo próprio Deus ao seu povo. Ou seja, Jesus é o Cristo (Ungido) de Deus, e aquele que honra o Filho, honra também o Pai que o enviou.

Porém, Ele já sabia que o povo de Israel não creria (v. 43 - "eu vim em nome de meu Pai, e vocês não me aceitaram"), que muitos gentios (estrangeiros) seriam convertidos ("não encontrei em Israel ninguém com tamanha fé. Eu lhes digo que muitos virão do Oriente e do Ocidente, e se sentarão à mesa com Abraão, Isaque e Jacó no Reino dos céus. Mas os súditos do Reino serão lançados para fora, nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes" - Mateus 8:10-12), e também sabia que surgiriam muitos falsos cristos.
Nessa passagem em particular, o Mestre está dizendo sobre os tempos finais:

"Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos." (Mateus 24:24)

Observe: Jesus diz que esses falsos profetas teriam poderes e fariam grandes milagres, aptos a enganar até aqueles que creram em sua mensagem, os escolhidos de Deus.
Com isso, podemos concluir que os falsos profetas não são facilmente reconhecíveis como tal. Pelo contrário, aos olhos do mundo, são mensageiros e praticantes do bem, e agem em nome de Deus. Pense nisso para os dias de hoje. Comece a confrontar Jesus com líderes espirituais, entidades, religiões e instituições.
Uma das primeiras conseqüências ao ter um encontro real com Jesus como meu único Salvador é ficar livre das ilusões, da escravidão espiritual e da mentira dos falsos profetas. "Conheçam a verdade, e a verdade os libertará." (João 8:31)


2. Os seus frutos




Mateus 7

15. Cuidado com os falsos profetas. Eles vêm a vocês vestidos de peles de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores.
16. Vocês os reconhecerão por seus frutos. Pode alguém colher uvas de um espinheiro ou figos de ervas daninhas?
17. Semelhantemente, toda árvore boa dá frutos bons, mas a árvore ruim dá frutos ruins.
18. A árvore boa não pode dar frutos ruins, nem a árvore ruim pode dar frutos bons.
19. Toda árvore que não produz bons frutos é cortada e lançada ao fogo.
20. Assim, pelos seus frutos vocês os reconhecerão!
21. "Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus.

Os falsos profetas não produzirão bons frutos, ou melhor, produzirão frutos aparentemente bons, mas que se revelam amargos ao final. O que Jesus quer dizer com essa comparação é que os frutos desses profetas serão completamente diferentes daqueles gerados pelo Espírito Santo. Isso é confirmado no versículo 21, onde Jesus diz que, para sermos salvos, não basta que o chamemos de Senhor (Judas aparentemente era seguidor de Cristo), mas acima de tudo é preciso viver a Palavra e obedecer aos mandamentos de Deus para nossas vidas. Como descobrir qual a vontade do Pai? Estudando o que Ele quer de nós através das Escrituras.

A Bíblia nos dá a direção espiritual e sabedoria para discernir entre o bem e o mal, a verdade e a mentira, e como proceder para viver junto ao Pai. À medida que se lê o Antigo e Novo Testamento, descobriremos quais as práticas que o Senhor abomina, quais lhe agradam; saberemos quem são os falsos profetas nos dias de hoje sem grandes dificuldades, através dos seus frutos. Ex. O arrependimento é um dos frutos do Espírito Santo trabalhando em nosso espírito. Como um espinheiro não pode dar uvas, não haverá arrependimento genuíno nas palavras dos falsos profetas. "Jesus começou a pregar: "Arrependam-se, pois o Reino dos céus está próximo." (Mateus 4:17)


3. Disfarce eficiente



II Coríntios 11
13. Pois tais homens são falsos apóstolos, obreiros enganosos, fingindo-se apóstolos de Cristo. 
14. Isto não é de admirar, pois o próprio Satanás se disfarça de anjo de luz. 

15. Portanto, não é surpresa que os seus servos finjam que são servos da justiça. O fim deles será o que as suas ações merecem.


Satanás, como já disse no post em que trato somente dele, é astuto. Para prender seres humanos em suas redes mortais, ele não se revelará assustador ou ameaçador. Ao contrário disto, aparecerá como um anjo de luz, como era antes (antes de cair e ser expulso do seio de Deus) e usará o "um terço de anjos" que angariou consigo (Ap 12:4) a seu favor. Os demônios, portanto, utilizando os falsos profetas como veículos, se revelaração atraentes, bem intencionados, farão milagres e grandes prodígios. Muitos cristãos cairão nessas armadilhas.

O apóstolo Paulo, ciente desses fatos, advertiu:

Gálatas 1
6. Admiro-me de que vocês estejam abandonando tão rapidamente aquele que os chamou pela graça de Cristo, para seguirem outro evangelho
7. que, na realidade, não é o evangelho. O que ocorre é que algumas pessoas os estão perturbando, querendo perverter o evangelho de Cristo.
8. Mas ainda que nós ou um anjo do céu pregue um evangelho diferente daquele que lhes pregamos, que seja amaldiçoado!
9. Como já dissemos, agora repito: Se alguém lhes anuncia um evangelho diferente daquele que já receberam, que seja amaldiçoado!

Ainda que um anjo apareça e testifique coisa diversa daquelas que previu e disse o Senhor Jesus, não se lhe dê ouvidos! Nada mais é que doutrina de procedência maligna.

Que a Palavra do Senhor retire as escamas de nossos olhos e nos mantenha em comunhão com o único e verdadeiro Mestre, Criador, Salvador, Messias, autor da Salvação, Deus, Jesus Cristo.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

História de uma princesa


“Sou uma princesa. Sim, sou. Não pense que estou me exaltando por isso.
Não posso deixar de contar minha história.
Atualmente, vivo protegida pelos guardas do meu reino. Por onde ando, sou escoltada por eles, dia e noite, de forma indefectível, servos fiéis do meu pai. Sei que princesas de outros reinos poderiam ficar aborrecidas com esse tipo de tratamento, mas eu o considero bem mais que bem-vindo, somado ao fato de que vivo exposta a muitos perigos. Bem, isso é porque nem sempre fui uma princesa, mas essa é uma longa e triste história.
Eu era escrava de um lorde em outro reino. Vivia na miséria, suja e em trapos, carregando um alforje que era o meu único fardo, contendo nada mais além de pedras, do qual eu não podia, no entanto, me livrar [1]. Onde quer que eu o deixasse, as pessoas o apontavam dizendo a mim que eu o havia esquecido, ou o traziam, solícitas, à minha mão. Porém, eu não via sentido em carregá-lo, e desejava livrar-me dele. Todos os escravos daquele reino tinham, cada qual, o seu fardo. Se eu tentasse jogá-lo no rio, os soldados do reino me abordavam dizendo que eu era obrigada, pela lei, a carregá-lo, e como faziam o que quisessem dos escravos, então não ousei afrontar seus comandos. Às vezes chegava a libertar-me do alforje secretamente, mas, misteriosamente, ele reaparecia em minha frente.
Vivia sem esperanças de ver-me longe do fardo, acostumada àquelas vestes sujas e, muitas vezes, atolando-me no Pântano do Desânimo, viajando por lugares ermos e escuros, como a Vila da Decepção, e quando adormecia, entregava-me a um sono de quase uns vinte anos.
Ao acordar, ainda estava no Labirinto do Engano, ou no Palácio da Hipocrisia, buscando alguma sabedoria que pudesse dar tino à vida. Porém, os que pareciam os mais sábios se revelaram os mais tolos e infortunados, e então passei a preferir a morte àquele reino de trevas, escuridão, loucura e aflição. Como estivesse debilitada demais, pedi à sabedoria que viesse até mim, porque não conseguiria mais persegui-la em vão.
Foi quando surgiu um homem de aparência calma e benévola, vestido em vestes limpas, embora simples, o qual me disse que eu não precisava mais levar o meu fardo. Seu olhar transmitia um amor insondável. Perguntou-me se eu era demasiado teimosa para seguir a voz da sabedoria, e se eu estaria disposta a mudar-me para outro reino, mesmo tendo de seguir por uma estrada estreita e um caminho pedregoso até lá. Respondi que não teimaria à voz da sabedoria, porque ansiava por ela [2], e que não via mais sentido algum em carregar aquele fardo de um lado para outro, ou servir às festas pomposas no Palácio da Hipocrisia. Disse que renunciaria a tudo e faria o que a sabedoria ordenasse.
Então o homem disse: “EU SOU a sabedoria [3]. Dê-me o fardo”. Num gesto inesperado, ele estendeu a mão em direção ao meu alforje, e quando o entreguei, jogou-o para bem longe. Os soldados do reino observaram de longe, indignados, porém, sem se aproximar do homem.
“- Não entendo, Senhor! Por que jogou o fardo fora e não foi abordado pelos soldados violentos? Eles nem sequer se aproximaram de sua pessoa. És acaso o Rei do Reino onde me convidas a morar? Isso nem sequer permeou meus pensamentos, porque estás vestido como um de nós, ou seja, de forma singela”.
“- Eu o joguei fora porque não preciso carregá-lo novamente. Já carreguei o fardo de todos esses homens de uma vez por todas [4]. Ninguém, em verdade, precisaria continuar carregando este peso, porque a pena que estão cumprindo já foi paga por mim, no Calvário. Para ver-se livre dele, bastaria chamar e ouvir a voz da sabedoria [5].”
Então, sem saber com quem eu falava, surpresa em todos os meus sentidos, perguntei: “quem é o Senhor?”
“- Eu sou o Rei do Reino de onde vim, e estou aqui com o fim especial de te resgatar para mim. Nestas vestes simples vim lavar seus pés cansados. Você me seguirá e, após enfrentar o caminho pedregoso, habitará no Reino dos Justos junto a mim, e serás para mim como filha única no meio de tantas iguais a você. Nada te faltará. Eu serei o seu Pai, e seu Rei, e te darei vida plena e abundante. Estarei contigo durante toda a jornada. [6]
Foi assim que me tornei uma princesa. Sou amada pelo Rei, que me adotou, e todos os habitantes do Reino, e escoltada pelos seus guardas, dia e noite, sem cessar, durante todo o percurso até o Palácio. Isso porque sou muito preciosa para meu Pai (tenho tanto valor para ele que até enfrentou a morte por mim). Ele me deu a coroa da vida [7] e a espada da Palavra, além do escudo da fé [8] e outras ferramentas para me manter incólume contra as setas do inimigo. Sim, o reino do qual eu era escrava, os soldados do lorde daquele reino.
Minha luta não é mais contra meu fardo ou contra pessoas, mas com os chefes daquele reino, que odeiam meu Pai e seus filhos. [9]
Meu Pai mandou-me caminhar pelas estradas em busca de mais peregrinos que buscassem a sabedoria. Ordenou que eu vestisse trajes simples e lavasse seus pés, e os resgatasse usando a espada da Palavra, do mesmo modo como me foi feito [10].
Disse-me, com ênfase, para servir, ao invés de ser servida [11].
Esta é a minha história. Se os homens me têm por sábia, considero que a sabedoria habita em mim, e assim lhes revelo seu nome. O nome do lorde do reino contrário é satanás, seus soldados são os demônios, o fardo pesado é o pecado, os guardas que me escoltam são os anjos do Senhor, e a sabedoria, a verdade e a vida são Jesus."



[1] 
Efésios 2
1. Vocês estavam mortos em suas transgressões e pecados,
2. nos quais costumavam viver, quando seguiam a presente ordem deste mundo e o príncipe do poder do ar, o espírito que agora está atuando nos que vivem na desobediência.

3. Anteriormente, todos nós também vivíamos entre eles, satisfazendo as vontades da nossa carne, seguindo os seus desejos e pensamentos. Como os outros, éramos por natureza merecedores da ira.

4. Todavia, Deus, que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou,

5. deu-nos vida juntamente com Cristo, quando ainda estávamos mortos em transgressões — pela graça vocês são salvos.



[2]
Provérbios 9

10. O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo a prudência.

[3]
Provérbios 8


[4]
Isaías 53
4. Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças, contudo nós o consideramos castigado por Deus, por ele atingido e afligido.
5. Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniqüidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados.



[5]
João 8

32. E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará.


[6]
Mateus 28

20. [...] e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.


[7]
Apocalipse 2

10. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.


[8]
Efésios 6
13. Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo. 
14. Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça 

15. E tendo os pés calçados com a prontidão do evangelho da paz. 

16. Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno. 

17. Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.



[9]
Efésios 6

12. Pois a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais.


[10]
João 13
13. Vocês me chamam ‘Mestre’ e ‘Senhor’, e com razão, pois eu o sou. 
14. Pois bem, se eu, sendo Senhor e Mestre de vocês, lavei-lhes os pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros. 

15. Eu lhes dei o exemplo, para que vocês façam como lhes fiz.



[11]
Marcos 10
43. [...] quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo; 
44. E quem quiser ser o primeiro deverá ser escravo de todos. 

45. Pois nem mesmo o Filho do homem veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos.



sábado, 23 de julho de 2011

Perseguidos pela causa de Cristo

“Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela. Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos os que a encontram.” (Mateus 7:13-14)


O cristão deve trilhar todo o caminho ordenado por Jesus até a eternidade, e não é fácil permanecer nele fielmente, em meio a todas as dificuldades que surgem na jornada.
Essas dificuldades consistem em lutar contra nossas tendências pecaminosas, contra as flechas lançadas por satanás e seus anjos e contra o fluxo do resto do mundo. É um caminho realmente difícil!

Não é fácil seguir Cristo quando todo o resto do mundo age de modo diferente, pensa de modo diferente, e ainda se dá bem, mesmo indo contra a vontade do Senhor.
O cristão, ao perceber o mundo, a injustiça, a violência e a malícia que há nas pessoas, e como quem vive para as coisas do mundo às vezes se encontra numa situação realmente boa, fica inevitavelmente desanimado. Porém, o caminho pedregoso nos torna mais parecidos com nosso Mestre, e se procuramos viver exatamente como Ele viveu, sabemos que teremos a honra de estar em sua presença para sempre.

“Quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim. Quem acha a sua vida a perderá, e quem perde a sua vida por minha causa a encontrará.” (Mateus 10:38-39)

Cristão, lembre-se bem dessa passagem quando se sentir solitário em seu caminho, enquanto os outros estão se “divertindo” e vivendo na superficialidade de suas vidas. Procure não desejar as melhores coisas do mundo agora (na vida terrena), pois os maiores tesouros estão sendo semeados pelo Espírito para serem colhidos em hora certa, e os tesouros do Reino dos Céus não são gastos nem corroídos pela ferrugem ou pelas traças, mas são incorruptíveis e eternos. É um pouco abstrato imaginá-los nesta vida, mas não é difícil concluir que eles não se comparam a qualquer coisa que já tenhamos visto ou desejado aqui na terra.


I Coríntios 2
9. Todavia, como está escrito: "Olho nenhum viu, ouvido nenhum ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam".


Não se sinta indignado com seu sofrimento. Não se sinta envergonhado por obedecer à vontade do seu Pai. Não se revolte quando se sentir humilhado, apenas reflita: qual dos tesouros é o mais valioso? Qual dos prestígios é o maior, o dos homens ou o do Rei da Glória?


"Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa os insultarem, perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês. Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês". (Mateus 5:11-12)

Suporte quando te discriminarem por não se misturar às obras das trevas, por não se embriagar, por se guardar para o casamento, por não se afeiçoar com a fofoca, maledicência. Não se sinta mal quando te tratarem como casto demais, ingênuo demais, quando te chamarem de “crente”, ou quando os hipócritas se entreolharem e rirem-se do seu comportamento.

Você, assim como eu, bem sabe por quem está perdendo sua vida, de modo a ganhá-la verdadeiramente.

"Como vocês serão felizes se tiverem de sofrer por fazerem o que é certo!" (I Pedro 3:1)

Saiba que a pressão psicológica sobre você será imensa, e que satanás também usará muitas dessas situações para te tentar a sair do caminho.
Olhe para as pessoas que dormem espiritualmente, que não se comprazem no Senhor Jesus, e pense sobre o destino delas. Pense no destino daqueles que sempre fazem o mal.
Se for impossível discipulá-los e arrastá-los para fora da condenação, comece a orar pelas suas vidas. Porque é fácil amar e tratar bem aqueles que são nossos amigos, até os piores homens o fazem, mas o que é louvável é amar e orar por aqueles que nos irritam, nos maldizem e nos perseguem (Mateus 5:44-48).

Quanto aos homens que fazem a vontade do Senhor, veja seu destino:

“Naquele dia que farei, os justos serão para mim particular tesouro; poupá-los-ei como um homem poupa a seu filho que o serve. Então vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve.” (Malaquias 3:17-18)

Lembre-se de que os planos do Senhor para a sua vida nunca se frustram; a porta que ele fecha ninguém mais pode abrir, e a porta que ele abre, homem ou ser maligno nenhum pode fechar. Tenha por bem o sofrimento por causa da cruz. Seja paciente e longânimo, e não rechace as humilhações que tiver de passar por seguir seu Mestre, que foi humilhado e o sofrimento aceitou, e por isso hoje é exaltado, e foi-lhe dado poder sobre todo o Universo.
Tenha confiança no poder daquele que te sustenta, e você verá a sua Palavra se cumprindo, letra por letra.

Não deixe de orar por aqueles que te perseguem. 
Responda todo ódio, ira e indignação com amor.
Demonstre por eles o mesmo amor que Cristo demonstrou por ti na cruz.

De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,
Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus,
Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens.
(Filipenses 2:5-7)

Obedeça o mandamento do Senhor.

Não amemos de palavra nem de boca, mas em ação e em verdade.
(1 João 3:18)

E assim, o consolo, o conforto, a paz que excede todo o entendimento (Filipenses 4:7), o descanso, o renovo espiritual, a alegria, o próprio Senhor Jesus cuidará em te dar...
Eu creio!


Então eu abro meus braços e ouvidos para Ti Senhor, porque como filha quero ser semelhante ao meu Pai, para glorificar seu Nome e seu Poder diante dos homens. Dá-me teu consolo e proteção. Esteja comigo a todo instante. Em Nome de Jesus. Amém.

sábado, 11 de junho de 2011

Paciência com os que não creem

Confesso que ultimamente tenho andado meio desanimada com o mundo e as pessoas no geral. A vida do cristão deve ser de paciência e longanimidade, mesmo quando todos à nossa volta estão desesperados, frustrados, vazios, perdidos, e vivendo sem propósitos. Isso porque, quando temos a salvação, que está em Cristo, passamos a pensar na salvação dos outros. E quando vemos que os outros estão cheios de problemas, passamos a ter misericórdia de sua fraqueza espiritual, e aqui falo de todos com quem convivemos e nos relacionamos, em todas e quaisquer ocasiões.

Não é preciso dizer que os valores estão invertidos. Hoje todos dizem que tudo é relativo e acabam em um vazio espiritual, porque só estão certos de que nada é absoluto. Porém, a verdade é que Deus é o mesmo, ontem, hoje e sempre, e não está incluído nesse relativismo humano, próprio da nossa sociedade decadente. Não é preciso dizer que o mundo vive da imundície, do pecado, da soberba, da cobiça, da obscenidade, egoísmo, indiferença, malícia, leviandade, falta de interesse pelo próximo, falta de respeito e amor, porque tais fatos são evidentes.

Às vezes me entristeço e penso: “as pessoas podiam prestar mais atenção ao que dizem, não agir com tamanha malícia, egoísmo, não se deixar levar pelos impulsos, não viver ferindo-se e ferindo umas às outras. Tudo seria diferente se tivessem mais temor a Deus”. Porém, sei que elas precisam mais de ajuda que reprovação, e então, como cristã, busco viver em integridade, temor a Deus e paciência, mesmo vendo as feridas se abrindo nas pessoas, orando por elas, na esperança de que, cada uma, em sua solidão, se encontre com a salvação: Jesus. E então me consolo com a Palavra do Senhor, que anima o meu espírito:

“Irmãos, tenham os profetas que falaram em nome do Senhor como exemplo de paciência diante do sofrimento.” (Tiago 5:10)

Eu, particularmente, sempre me lembro do profeta Elias e de sua longanimidade para com o povo de Israel.
É um dos profetas que mais admiro, tanto que João Batista recebeu o título de "Elias" na época de Cristo. Um grande exemplo de fé e perseverança!

A Bíblia nos ensina a ter essa mesma perseverança na fé e no trabalho de discipular as pessoas. Ao invés de censurá-las, devemos exortá-las com amor, ajudá-las, ter compaixão e mostrar-lhes o poder de Deus; direcioná-las ao Senhor Jesus, com paciência e mansidão.
Que essa mansidão seja a paz com o Senhor, e uma cumplicidade inabalável com os seus propósitos.
Pois a que estamos nesse mundo se não for para amar essas pessoas? Se não for para ser luz aos homens fracos na fé? Se não for para ganhar mais almas para Cristo?


“Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte. E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Pelo contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa. Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus.” (Mateus 5:14-16)



Versículos que nos ensinam como lidar com não convertidos:

“Sejam sábios na sua maneira de agir com os que não creem e aproveitem bem o tempo que passarem com eles.” (Colossenses 4:5)


“Tenham misericórdia dos que têm dúvidas; salvem outros, tirando-os do fogo.” (Judas 1:22)

“Ora, o Senhor encaminhe os vossos corações no amor de Deus, e na paciência de Cristo.” (2 Tessalonicences 3:5)

Tomando como exemplo a vida do apóstolo Paulo:

“Eu de muito boa vontade gastarei, e me deixarei gastar pelas vossas almas, ainda que, amando-vos cada vez mais, seja menos amado.” (2 Coríntios 12:15)

“Quando estou entre os fracos na fé, eu me torno fraco também a fim de ganhá-los para Cristo. Assim eu me torno tudo para todos a fim de poder, de qualquer maneira possível, salvar alguns.” (1 Coríntios 9:22)

“Ajudem os fracos na fé e tenham paciência com todos.” (1 Tessalonicenses 5:14)

“Sejam completamente humildes e dóceis, e sejam pacientes, suportando uns aos outros com amor.” (Efésios 4:2)

“Pregue a palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo, repreenda, corrija, exorte (aconselhe) com toda a paciência e doutrina.” (2 Timóteo 4:2)

“Isso é bom e agradável perante Deus, nosso Salvador, que deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade.” (1 Timóteo 2:3-4)

“O nosso amor não deve ser somente de palavras e de conversa. Deve ser um amor verdadeiro, que se mostra por meio de ações.” (1 João 3:18)

Os cristãos são como lâmpadas iluminando a escuridão. Por isso, devemos dar bom testemunho de nós mesmos e levar uma vida correta que seja uma oferta agradável a Deus, para que as pessoas vejam Jesus através de nossas vidas:

“Façam tudo sem queixas nem discussões, para que venham a tornar-se puros e irrepreensíveis, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração corrompida e depravada, na qual vocês brilham como estrelas no universo, retendo firmemente a palavra da vida.” (Filipenses 2:14-16)

“Por último, meus irmãos, encham a mente de vocês com tudo o que é bom e merece elogios, isto é, tudo o que é verdadeiro, digno, correto, puro, agradável e decente.” (Filipenses 4:8)

“Vivam como filhos da luz, pois o fruto da luz consiste em toda bondade, justiça e verdade; e aprendam a discernir o que é agradável ao Senhor. Não participem das obras infrutíferas das trevas; antes, exponham-nas à luz.” (Efésios 5:8-11)

“Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte. E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Pelo contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa. Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus.” (Mateus 5:14-16)

“Feliz é o homem que persevera na provação, porque depois de aprovado receberá a coroa da vida que Deus prometeu aos que o amam.” (Tiago 1:12)

“Lembrem que vocês são estrangeiros de passagem por este mundo.” (1 Pedro 2:11)

“Faça todo o possível para conseguir a completa aprovação de Deus.” (2 Timóteo 2:15)

“Procurem ficar cada vez mais firmes na certeza de que Deus os chamou e escolheu.” (2 Pedro 1:10)

“Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus”. (Filipenses 2:5)

Oração:
Senhor, sei que sou uma pecadora. Perdoa minhas falhas. Tu és meu Pai, tu me ensinas por onde devo andar, e o que devo fazer em cada situação. Não me deixes ser levada pelo desânimo, pela fraqueza ao ver as pessoas aflitas, necessitando de Ti. Não me deixes desanimar ao falar da Tua mensagem de vida, não me deixes titubear nos momentos em que eu precise agir com segurança e determinação, não me deixes a chorar todo momento, pelo sentimento de impotência diante da ausência de fé deles, pelo destino de muitos, não me deixes ser abatida pelo desânimo. Não me deixes nesse deserto, a chorar pela desobediência às Tuas leis, pelo sofrimento e o pecado de muitos, mas me dá a esperança necessária e força para me levantar, pois me encontro de joelhos, e meu coração soluça de tristeza e frustração. Dá-me força para dizer a Tua palavra, anunciar Tua salvação, poder resgatar almas para Ti. Dá-me um trabalho na Tua grande e maravilhosa obra. Não me deixes impotente, incerta, ou abatida pela falta de fé. Fortalece minha fé e lembra-me das grandes coisas que tens feito por mim. Dá-me um trabalho na Tua grande obra. Que o meu testemunho seja semelhante ao Teu, Senhor Jesus, e que minha vida seja como uma oferta que sobe aos céus como incenso suave para Ti. Ouve a minha oração, e permanece comigo. Obrigada por tudo, Senhor. Amém.

sábado, 14 de maio de 2011

Conheça seu inimigo, satanás

Diferentemente do que muitas filosofias pregam por aí, não é que verdade que o único inimigo que nos impede de avançar rumo ao sucesso somos nós mesmos. É verdade que, às vezes, nossas próprias atitudes e posicionamento emocional estão a nos impedir de seguir avante.

Falando em termos bíblicos, o pecado (= errar o alvo que Deus tem para minha vida) com certeza nos afasta da verdadeira alegria e da comunhão com Deus; temos realmente culpa de nossas fraquezas e faltas, voluntárias ou inconscientes, mas também temos um espectador assíduo de nossas vidas, que torce para que cometamos mais erros e falhas, e que nos revoltemos, sempre que possível, contra nosso Criador.

Ele é o antropólogo por excelência, estudioso da natureza humana, sonda-nos desde o início da humanidade, aproveita-se de nossas fraquezas para usá-las contra nós mesmos e para frustrar o cumprimento dos planos do Senhor em nossas vidas. Ele observa cada respiração nossa, cada suspiro, tanto aquele que soltamos felizes, quando estamos em paz com Deus (este o irrita bastante) como aquele suspiro solto com raiva, rancor ou tristeza (com o qual ele se alia).
E ele é muito sagaz em seu modo de proceder. Claro que não iria deixar que o percebessem, senão todos o mandariam para longe com prontidão. Ele tem muitas táticas para não aparecer demais e, mesmo assim, estar no controle das situações (enumerei vinte e uma delas):

1. Fazer com que os homens acreditem que ele não existe, ignorando sua existência.
2. Fazer com que o homem acredite que o bem ou o mal não existem, relativizando os valores.

3. Se isso não funcionar, fazê-los acreditar que o bem e o mal existem, mas dentro do próprio homem, independente de algo a mais.

4. Fazer com que o homem acredite que Deus não existe.

5. Se isso não funcionar, fazê-lo acreditar que ele existe, mas não o ama e não se importa com sua vida.

6. Se isso não funcionar também, fazê-lo acreditar que Deus existe, o ama, mas é inacessível e não será capaz de perdoar seus defeitos, por não ser digno de Deus.
7. Fazer o homem duvidar dos caminhos de Deus, ou questionar seus julgamentos com animosidade, acusando-o, como ele fez quando ainda era um anjo do Senhor.
8. Espalhar a ideia de que Deus é amor em qualquer situação, e aceita qualquer coisa que fizermos.
9. Fazer as pessoas acreditarem que Jesus foi um simples homem e não morreu pelos nossos pecados, em nosso lugar, para que tenhamos vida verdadeira.
10. Fazer as pessoas acreditarem que céu e inferno não existem, ou que todas as pessoas, apenas por serem boas, irão para o céu.
11. Influenciar o homem a criar o maior número de religiões o possível, usar seus servos para fazerem milagres, aparições e falsas revelações, convencendo pessoas e assim iniciando uma nova fé sem Cristo.
“Porque hão de surgir falsos cristos e falsos profetas, e farão grandes sinais e prodígios; de modo que, se possível fora, enganariam até os escolhidos” (Mateus 24:24).
12. Fazer as pessoas acreditarem que a vida nesse mundo é o melhor que se pode ter, tanto que vale a pena nascer em uma nova vida aqui mesmo.
13. Fazer as pessoas acreditarem que somos como plantas: quando morremos, tudo se acaba.
14. Fazer o homem acreditar que o inferno é aqui mesmo, na terra.
15. Fazer as pessoas acreditarem que Jesus continua morto.
16. Fazer as pessoas duvidarem da fidedignidade da Bíblia e sua preservação pelos séculos dos séculos.
17. Fazer os homens orarem para vários deuses, intermediários e medianeiros, exceto para Jesus Cristo.
18. Oferecer todo tipo de diversão e tentações para distrair as pessoas com os prazeres desse mundo, mantendo-as longe de refletirem sobre a verdade.
19. Fazer o que é mau parecer bom, através do que ditam os governos por ele manipulados.
20. Fazer você pensar que as palavras e pensamentos que ele lança em seu ouvido são gerados unicamente pela sua própria mente doentia.
21. Não assumir a autoria de nada disso, guiando sua vida veladamente.




“Diabo”, do hebraico, significa “aquele que divide, aquele que separa”. “Satanás”, do hebraico, significa “acusador”.
Depois de colacionar algumas táticas de satanás, falemos um pouco mais dos seus atributos:

Isaías 14

12. Como você caiu dos céus, ó estrela da manhã, filho da alvorada! Como foi atirado à terra, você, que derrubava as nações!

13. Você que dizia no seu coração: "Subirei aos céus; erguerei o meu trono acima das estrelas de Deus; eu me assentarei no monte da assembléia, no ponto mais elevado do monte santo.

14. Subirei mais alto que as mais altas nuvens; serei como o Altíssimo".

15. Mas às profundezas do Sheol você será levado, irá ao fundo do abismo!


Ezequiel 28

13. Você estava no Éden, no jardim de Deus; todas as pedras preciosas o enfeitavam: sárdio, topázio e diamante, berilo, ônix e jaspe, safira, carbúnculo e esmeralda. Seus engastes e guarnições eram feitos de ouro; tudo foi preparado no dia em que você foi criado.

14. Você foi ungido como um querubim guardião, pois para isso eu o determinei. Você estava no monte santo de Deus e caminhava entre as pedras fulgurantes.

15. Você era inculpável em seus caminhos desde o dia em que foi criado até que se achou maldade em você.

16. Por meio do seu amplo comércio, você encheu-se de violência e pecou. Por isso eu o lancei em desgraça para longe do monte de Deus, e eu o expulsei, ó querubim guardião, do meio das pedras fulgurantes.


Lucas 10

17. Os setenta e dois voltaram alegres e disseram: "Senhor, até os demônios se submetem a nós, em teu nome".

18. Ele respondeu: "Eu vi Satanás caindo do céu como relâmpago.


Apocalipse 9

1. O quinto anjo tocou a sua trombeta, e vi uma estrela* que havia caído do céu sobre a terra. À estrela foi dada a chave do poço do Abismo.

2. Quando ela abriu o Abismo, subiu dele fumaça como a de uma gigantesca fornalha. O sol e o céu escureceram com a fumaça que saía do abismo.

[...]

11. Tinham um rei sobre eles, o anjo do Abismo, cujo nome, em hebraico, é Abadom, e, em grego, Apoliom.


*Estrela = anjo.

Apocalipse 12

3. Então apareceu no céu outro sinal: um enorme dragão vermelho com sete cabeças e dez chifres, tendo sobre as cabeças sete coroas.

4. Sua cauda arrastou consigo um terço das estrelas* do céu, lançando-as na terra. [...]

[...]

7. Houve então uma guerra no céu. Miguel e seus anjos lutaram contra o dragão, e o dragão e os seus anjos revidaram.

8. Mas estes não foram suficientemente fortes, e assim perderam o seu lugar no céu.

9. O grande dragão foi lançado fora. Ele é a antiga serpente chamada diabo ou Satanás, que engana o mundo todo. Ele e os seus anjos foram lançado à terra.

*Anjos que passaram para o lado de Satanás.




Satanás, antes chamado Lúcifer, já foi um querubim muito importante no serviço e adoração a Deus. O próprio Senhor disse que ele era inculpável em seus caminhos, desde o dia em que foi criado, até que se achou maldade em seu coração.
Em determinado momento, o pecado dominou Satanás, e ele quis ocupar o lugar do seu Criador.
Então, organizou uma rebelião no céu, à qual um terço de todo o exército angélico do Senhor aderiu (Apocalipse 12:4).

Satanás e seus anjos malignos, os demônios, foram expulsos da presença de Deus (Apocalipse 12:7-9).
O exército angélico do diabo foi organizado tal qual o exército celestial de Deus: de forma hierarquizada. Lembre-se disso: o diabo imita Deus em tudo, pois crê ser ele mesmo um deus.

Por isso, a Bíblia fala tanto em “principados”, “potestades”, “governadores,” “hostes espirituais”, etc. Temos inimigos totalmente militarizados em sua formação: 

Efésios 6:12
Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.

Funciona assim: demônios relativamente inferiores na hierarquia se ocupam em oprimir indivíduos. Outros, mais poderosos, “cuidam” de uma família específica, uma genealogia inteira.
Demônios que estão em posição mais alta na hierarquia regem determinados bairros, depois cidades, regiões.
Após, outros demônios muito mais poderosos dominam sobre nações inteiras.
Satanás em pessoa somente se ocupa da (des)ordem mundial. Ele promove guerras e conflitos, e prepara o mundo para a chegada daquele que, em seu nome, acabará por cumprir as profecias bíblicas sobre o fim dos tempos: o anticristo, a desolação das desolações.
Observe o que um anjo encarregado de entregar a resposta de uma oração feita por Daniel contou ao profeta, explicando-lhe por que a resposta de sua oração demorara 21 (vinte e um) dias para ser entregue:

Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu vinte e um dias, e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia. Agora vim, para fazer-te entender o que há de acontecer ao teu povo nos derradeiros dias; porque a visão é ainda para muitos dias. 
(Daniel 10:13-14)

Porém, não devemos nos aterrorizar com isso. Por mais organizados e poderosos que satanás e seus anjos sejam, o Senhor Jesus nos deu autoridade para expulsar todos eles em seu Nome:

Eu lhes dei autoridade para pisarem sobre cobras e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo; nada lhes fará dano. (Lucas 10:19)

Devemos sempre nos lembrar:

Aquele que está em vocês é maior do que aquele que está no mundo. (1 João 4:4)

Em uma análise ampla, Deus não tem inimigos, apenas subordinados.
O próprio diabo treme quando pronunciado o nome de Deus em suas três formas (Pai, Filho e Espírito Santo).
Portanto, sem temor algum, mas como soldados do bem, o lado mais poderoso, precisamos estudar a natureza e o modo de atacar dos nossos inimigos espirituais.

Para tanto, devemos estar cientes de que o diabo:

I. É o pai da mentira.

Ele quer ocupar o lugar de Deus, tem inveja dele, odeia sua criação (a humanidade) e incentiva o homem a pecar, desobedecer à vontade do seu Criador, à semelhança de como ele agiu quando ainda estava no céu. Para isso, faz o mal parecer bem aos nossos olhos, desde a antiguidade, quando o primeiro homem pecou e caiu:

Gênesis 3

4. Disse a serpente à mulher: "Certamente não morrerão!

5. Deus sabe que, no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês serão como Deus, conhecedores do bem e do mal".


João 8
44. "Vocês pertencem ao pai de vocês, o diabo, e querem realizar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira.

Como enumerado no começo do capítulo, satanás usa a mentira para nos manter afastados de Deus. Ele costuma sussurrar em nosso ouvido usando a primeira pessoa do singular: “Deus não me ama”, “Deus não existe”, “não existe bem e mal”, “Deus nunca me quis”, “a Bíblia é uma farsa”, “eu sou indigno, por isso Deus nunca me ouvirá”, “eu não valho nada”, “eu sou mulher e gosto de mulher”, “eu sou um lixo”, “eu nunca vou ser feliz”; “eu quero morrer”, etc.
Por isso é importante buscar a Deus o máximo possível através da oração, leitura da Bíblia, de ouvir a Palavra por pregações, adorar com música, permanecer em um estado constante de louvor a Jesus, mantendo nele os nossos pensamentos, estar em comunhão com ele e assim dar condições ao Espírito Santo de poder agir em nosso auxílio. É o Espírito Santo quem dá o dom de discernir as vozes que ouvimos: se elas vêm de Deus, se vêm de nós mesmos ou se são dardos inflamados do maligno.
É lógico: se lutamos contra forças espirituais, nossas armas também devem ser espirituais. É tolice lutar contra as forças do inferno usando a força da nossa carne, da nossa mente humana. Temos de usar as armas com as quais Deus nos equipou!

As armas com as quais lutamos não são humanas; pelo contrário, são poderosas em Deus para destruir fortalezas.
Destruímos argumentos e toda pretensão que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levamos cativo todo pensamento, para torná-lo obediente a Cristo. (2 Coríntios 10:4-5)

Efésios 6:11-18
Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do diabo, pois a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais.
Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo.
Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça e tendo os pés calçados com a prontidão do evangelho da paz.
Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno.
Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus. Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos.

Deus é fiel e nos ajudará a resistir ao diabo, até derrotá-lo e afugentá-lo de vez de nossa presença.

Portanto, submetam-se a Deus. Resistam ao diabo, e ele fugirá de vocês. (Tiago 4:7)


II. Governa o mundo.


Agora que você pertence a Jesus, ele é seu Senhor e seu Rei, e você está debaixo de sua proteção.
Mas quanto aos homens que se encontram longe dos caminhos do Senhor, que não conhecem a Deus e ainda não receberam a salvação em Cristo; eles, involuntariamente (não é uma opção), estão sob domínio e influência do senhor desse mundo tenebroso.
Isso porque, quando o primeiro homem pecou, ele automaticamente passou o governo do mundo ao diabo. Deus havia dado toda a criação para que o homem a administrasse, mas quando este seguiu a voz de satanás, deu a este autoridade e poder sobre tudo que antes estava sob o domínio da mão humana. O homem agiu pelo livre-arbítrio quando pecou, e escolheu dar autoridade ao inimigo em vez de se apegar ao conselho de seu Criador.
Graças a Deus, já havia uma solução preparada para nos resgatar do domínio das trevas: o Salvador Jesus Cristo, o qual nos lava dos nossos pecados e restabelece nossa comunhão e paz com Deus.

Pois ele nos resgatou do domínio das trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado. (Colossenses 1:13)

Infelizmente, nem todos aceitam o Cristo e sua obra de salvação. Por isso o mundo atual precisa passar pelo juízo e pelo fogo, a fim de ser purificado do pecado. O mundo ainda jaz do maligno!

Sabemos que somos de Deus e que o mundo todo está sob o poder do Maligno. (1 João 5:19)

Efésios 2
1. Vocês estavam mortos em suas transgressões e pecados,
2. nos quais costumavam viver, quando seguiam a presente ordem deste mundo e o príncipe do poder do ar, o espírito que agora está atuando nos que vivem na desobediência.

Chegou a hora de ser julgado este mundo; agora será expulso o príncipe deste mundo. (João 12:31)

Não devemos amar o sistema de coisas deste mundo, porque ele não vem de Deus, mas de satanás.

Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele. (1 João 2:15)

O que nos consola é saber que, um dia, o diabo não mais governará esse mundo. Ele e seus servidores já estão julgados, e quando o sino soar no relógio de Deus, com o cumprimento de todas as profecias bíblicas, já existe um lugar reservado para eles:

O diabo, que as enganava (nações), foi lançado no lago de fogo que arde com enxofre, onde já haviam sido lançados a besta e o falso profeta. Eles serão atormentados dia e noite, para todo o sempre. (Apocalipse 20:10)

Mateus 25
41. "Então ele dirá aos que estiverem à sua esquerda: ‘Malditos, apartem-se de mim para o fogo eterno, preparado para o diabo e os seus anjos.


III. Se disfarça como anjo de luz.

2 Coríntios 11
14. Isto não é de admirar, pois o próprio Satanás se disfarça de anjo de luz. 
15. Portanto, não é surpresa que os seus servos finjam que são servos da justiça. O fim deles será o que as suas ações merecem.

Os demônios se vestem de anjos de luz, podem se manifestar como espíritos aparentemente benignos anunciando um outro evangelho a ser seguido, fazem milagres que poderiam enganar até os escolhidos de Deus. E o pior é que as pessoas são de fato atraídas pelas armadilhas religiosas.

Pois aparecerão falsos cristos e falsos profetas que realizarão grandes sinais e maravilhas para, se possível, enganar até os eleitos (Mateus 24:24).

Mas ainda que nós ou um anjo do céu pregue um evangelho diferente daquele que lhes pregamos, que seja amaldiçoado! (Gálatas 1:8)


IV. Ele ama o pecado e as obras da carne.

1 João 2
16. Pois tudo o que há no mundo — a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens — não provém do Pai, mas do mundo.

1 João 3
8. Aquele que pratica o pecado é do diabo, porque o diabo vem pecando desde o princípio. Para isso o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do diabo.

O diabo ama a vaidade, as riquezas, a cobiça, o poder e a ostentação, pois foi pelo seu orgulho que ele quis erguer seu trono acima do trono de Deus.
Sendo assim, ele aprova e estimula toda obra da carne na vida dos homens. Pode trazer dinheiro fácil, riquezas e sucesso neste mundo, mas exige um preço: arruinar nossas almas junto com a dele, porque seu objetivo é destruir toda a criação de Deus, a qual o Senhor ama (você e eu), e assim, atingir Deus em pessoa. Palavras de Jesus:

O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que (minhas ovelhas) tenham vida, e a tenham com abundância. (João 10:10)

Apesar de Deus amar igualmente todos nós (Romanos 2:11), se nós rejeitarmos o Filho que Ele enviou para nos salvar, então Ele nada poderá fazer para nos livrar do inferno, que originalmente foi criado apenas para satanás e seus anjos. Simplesmente por uma questão: o Senhor não quer escravos ou títeres para servi-lo; ele nos deu inteligência, raciocínio, sabedoria e livre-arbítrio, liberdade de escolha. Ele quer uma família que o ame por ser capaz de amar por decisão própria, assim como ele nos ama.
Durante nosso tempo de vida, ele colocará seus mensageiros em nosso caminho, nos chamará para caminhar com ele mais de uma vez. Ninguém poderá dizer que Deus foi injusto quando ouvir sua sentença. 
Ele oferece sua salvação a todos gratuitamente. Nós, como cristãos, temos o dever de pregar o Evangelho a toda criatura, e participar da Grande Comissão que Jesus nos deu.

Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador, que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. (1 Timóteo 2:3-4)

E disse-lhes: "Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas.” (Marcos 16:15)

V. É oportunista e não tem pressa.

Para lidar conosco, o método que satanás utiliza é impor pressão.
Ele não vai agir de forma impetuosa, porque não quer aparecer demais e tornar sua ação evidente.
Ele estuda a personalidade de cada um e utiliza os pontos fracos das pessoas para atingi-las. Se meu ponto fraco é a depressão, é ali que ele atuará. Se a minha fraqueza é o álcool ou as drogas ou a pornografia, ele não deixará faltarem oportunidades de acesso ao vício. Se a fraqueza é na sexualidade, é lá que ele estará mexendo, enchendo nossas mentes de lixo, de complexos, enganos e labirintos. Se meu defeito é perder a paciência e brigar com as pessoas, ele fará de tudo para que eu nunca chegue a me tornar uma pessoa mansa, impedindo a manifestação de um dos frutos do Espírito Santo em minha vida (mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade - Gálatas 5:22).

Muitas vezes a ação maligna passa despercebida. Em várias ocasiões, pessoas em processo de conversão sentem muita opressão e não discernem que isso se trata, na verdade, de ataques incisivos dos demônios, buscando primeiro o auxílio em antidepressivos, no divã dos psicanalistas, na clínica dos psiquiatras.
Não quero desmerecer esses profissionais, cujos serviços são imprescindíveis em muitos casos. O que quero dizer é que todo cristão, ao passar por pressão e problemas com a mente, tem o dever de orar e buscar a direção de Deus, a fim de obter discernimento para encontrar a origem desses males.

“O inimigo de vocês, o Diabo, anda por aí como um leão que ruge, procurando alguém para devorar.” (1 Pedro 5:8)

Muitas vezes a resposta que o Espírito Santo dá é essa: “você está sendo oprimido por demônios. Repreenda-os, pois eu te dei essa autoridade, e resista em oração, até que o diabo fuja de sua presença”.
Por isso, mais uma vez reforçamos a importância de termos uma vida de intimidade com Deus, de oração, estudo da Bíblia, adoração, de forma que a comunhão seja tamanha, que os nossos pensamentos sejam os mesmos pensamentos de Jesus, nosso coração seja como o coração de Jesus.

Andando em intimidade com o Espírito Santo, ganhamos discernimento e poder sobre as obras das trevas; os demônios não suportarão ficar em nossa presença, tamanha a plenitude do Espírito de Deus em nós.
Quando um cristão cheio do Espírito Santo, isto é, que vive em oração intensa, em adoração intensa e sincera a Deus, obediente à sua Palavra, chega a algum lugar onde reinam os demônios, eles ficam desesperados, pois sabem que precisarão sair.
Em sua visão, eles vêem alguém cheio do fogo de Deus, do poder estrondoso da Palavra que sai da boca do próprio Deus. Isso é tortura para os demônios. 
Para tanto, basta andarmos em santidade com o Senhor, orando sempre, confessando nossos pecados e procurando não mais errar nas áreas em que costumamos pecar. Trata-se de querer crescer no Espírito, de deixar-se ser guiado por Ele.
_________________________________________________________

Não foi antes, mas depois que comecei a crer verdadeiramente em Jesus que vi as forças do inferno se levantarem contra mim, como se não quisessem me perder de forma alguma. Passei por inúmeras experiências desagradáveis; o inimigo fez de tudo para que eu acreditasse em suas mentiras, para me assustar e preferir ficar no caminho mais fácil. Mas graças a Deus, esses ataques foram em vão.

Também citei rapidamente no post "Meu testemunho: como me tornei uma cristã - abril/2011" o dia em que fiquei muda por causa de um demônio, por aproximadamente duas horas, e só voltei a falar depois da oração de um homem de Deus, no Nome de Jesus.
Era um espírito de depressão; depois desse fato, nunca mais senti aquele tipo de tristeza.

Marcos 9
14. Quando chegaram onde estavam os outros discípulos, viram uma grande multidão ao redor deles e os mestres da lei discutindo com eles.
15. Logo que todo o povo viu Jesus, ficou muito surpreso e correu para saudá-lo.

16. Perguntou Jesus: "O que vocês estão discutindo? "

17. Um homem, no meio da multidão, respondeu: "Mestre, eu te trouxe o meu filho, que está com um espírito que o impede de falar.

18. Onde quer que o apanhe, joga-o no chão. Ele espuma pela boca, range os dentes e fica rígido. Pedi aos teus discípulos que expulsassem o espírito, mas eles não conseguiram".

19. Respondeu Jesus: "Ó geração incrédula, até quando estarei com vocês? Até quando terei que suportá-los? Tragam-me o menino".
20. Então, eles o trouxeram. Quando o espírito viu Jesus, imediatamente causou uma convulsão no menino. Este caiu no chão e começou a rolar, espumando pela boca.
21. Jesus perguntou ao pai do menino: "Há quanto tempo ele está assim? " "Desde a infância", respondeu ele.
22. "Muitas vezes o tem lançado no fogo e na água para matá-lo. Mas, se podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos. "
23. "Se podes? ", disse Jesus. "Tudo é possível àquele que crê. "
24. Imediatamente o pai do menino exclamou: "Creio, ajuda-me a vencer a minha incredulidade! "
25. Quando Jesus viu que uma multidão estava se ajuntando, repreendeu o espírito imundo, dizendo: "Espírito mudo e surdo, eu ordeno que o deixe e nunca mais entre nele".
26. O espírito gritou, agitou-o violentamente e saiu. O menino ficou como morto, a ponto de muitos dizerem: "Ele morreu".
27. Mas Jesus tomou-o pela mão e o levantou, e ele ficou em pé.
28. Depois de Jesus ter entrado em casa, seus discípulos lhe perguntaram em particular: "Por que não conseguimos expulsá-lo? "
29. Ele respondeu: "Essa espécie só sai pela oração e pelo jejum".


Mesmo depois de batizada e em comunhão com Jesus tenho sentido as investidas de satanás; ele quer me matar porque posso falar de Jesus a outras pessoas, levando mais almas a Deus.
Mas estou vestindo a armadura de Deus e, graças a Cristo, vivendo na luz!
Se você acha que acreditar em Deus é o bastante, leia:

Tiago 2
19. Você crê que existe um só Deus? Muito bem! Até mesmo os demônios crêem — e tremem!

Eles temem porque sabem qual o destino deles...

Mateus 25
41. "Então ele dirá aos que estiverem à sua esquerda: ‘Malditos, apartem-se de mim para o fogo eterno, preparado para o diabo e os seus anjos.

Se você quer ter vida verdadeira, busque Jesus, aceite-o como seu único Salvador, e ele te protegerá e te livrará do mal, acolhendo-te no Seu Reino, pois Ele te ama e só espera que você o reconheça como o Senhor da sua vida. Torne-se propriedade de Cristo, e Ele te receberá com alegria.

"O anjo do SENHOR acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra." - Salmo 34:7

Efésios 6
11. Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do diabo,
12. pois a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais.

13. Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo.

14. Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça

15. e tendo os pés calçados com a prontidão do evangelho da paz.

16. Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno.
17. Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.
18. Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos.


“Obedeçam a Deus e enfrentem o Diabo, que ele fugirá de vocês” – Tiago 4:6

Romanos 8
1. Portanto, agora já não há condenação para os que estão em Cristo Jesus,
2. porque por meio de Cristo Jesus a lei do Espírito de vida me libertou da lei do pecado e da morte.

[...]

28. Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.


Se você está sentindo o peso dessas batalhas em sua vida, saiba que tudo isso edificará sua fé e servirá para a glória de Deus. Em Jesus você é mais que vencedor, é filho amado do Deus Vivo.

Veja como funciona o mundo espiritual e o que Jesus fará em sua vida: